Em breve, criadores no mundo inteiro terão acesso a uma das mais tradicionais famílias do Senepol

Essa linhagem pioneira foi desenvolvida pela Família Gasperi, na década de 60, em St. Croix

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Maio de 2015 Edição do Mês

Com informações da Assessoria de Imprensa


(Foto: Divulgação)

Em breve, criadores no mundo inteiro terão acesso a uma das mais tradicionais famílias da raça Senepol do planeta. Isso porque a Senepol Nova Vida, que há quase dois anos estabeleceu uma filial em Okeechobee (Flórida/EUA), acaba de selar uma parceria inédita com a Estação Experimental Agrícola da Universidade das Ilhas Virgens (AES-UVI, sigla em Inglês) no rebanho original da marca CN (Castle Nugent Farms). Essa linhagem pioneira foi desenvolvida pela Família Gasperi, na década de 60, em St. Croix.

Paralelamente, a Senepol Nova Vida adquiriu mais 20 novilhas e 2 genearcas CN que serão exportados para os Estados Unidos.

Com a finalidade de buscar uma genética exclusiva, João Arantes Neto, diretor da Senepol Nova Vida, visitou, em maio, a antiga fazenda da Castle Nugent Farms, na parte leste da Ilha, e também as instalações da AES-UVI, onde estão os últimos exemplares do plantel original desta rara linhagem. “Sem grande alarde, fizemos uma reunião com Robert Godfrey, diretor da universidade, e firmamos essa parceria inédita no Senepol CN a ser desenvolvida na própria Ilha de St. Croix”, informa Neto.

Oficialmente, a Senepol Nova Vida é detentora deste patrimônio vanguardista único, e agora com filial nas Ilhas Virgens, berço do Senepol no mundo. Neto e o irmão Ricardo Arantes afirmam que, de agora em diante, promoverão e perpetuarão a genética e a marca CN pelo mundo, em conjunto com a AES-UVI.

Em 2007, a Família Gasperi doou seu rebanho Senepol CN para a universidade, transformando-os em ferramentas de pesquisa e tecnologia mais apuradas. “Há quase uma década, permanecem no programa de seleção desta instituição, extremamente criterioso, apenas animais comprovadamente eficientes e produtivos”, comenta Neto.

Pioneira no Brasil, a Senepol Nova Vida multiplicará essa genética remanescente (cerca de 60 doadoras) com apoio da equipe do Dr. Robert Godfrey. “Compartilharemos esse tesouro genético internacionalmente a partir do final de 2015, por meio da comercialização de embriões e doses de sêmen”, finaliza o diretor da Senepol Nova Vida.

Notícias Relacionadas